Vida de casal difícil

Quando a vida de casal é difícil: O que fazer?

formula da reconquista pdf gratis

A dificuldade da vida de um casal é tanta que até os filósofos Platão e Schopenhauer tentaram compreender. O que é, afinal, um casal feliz?

Tem uma coisa que nem Platão consegue explicar. Schopenhauer, por sua vez, tenta dar o tom: “Muitas loucuras breves, eis o que vocês chamam de amor; e essas breves loucuras o casamento põe fim, por uma longa tolice”.

A conclusão de que a convivência do casamento acaba minando as paixões é, por vezes, considerada uma verdade quase incontestável. Muitos sonham com o amor e a vida a dois, mas estão pouco preparados para ela.

Há uma saída. A primeira é entender o amor em sua relação com o tempo. É preciso possuí-lo sempre. Alguns chamam isso de “desejo de posse eterna”. É o amor que quer durar sempre e gozar sempre. Em resumo, a saída é criar e recriar o amor de tempos em tempos.

Sejamos honestos: no amor, não é possível colocar toda a responsabilidade no outro. Precisamos nos sentir, da mesma forma, satisfeitos com o fato de estar na relação. Ao invés de dar espaço ou alimentar pensamentos como “estou entediada (o)”, é preciso ter prazer em estar como a mesma pessoa e desejar fazer amor com ela.

Muitas vezes o ser humano é tomado pelos sentimentos antagônicos da “falta” e da “abundância”. Quando não temos trabalho, pensamos: “que prazer seria eu ter tal trabalho, tal cargo, tal renda”. Mas quando tem se sente entediado, justamente por não sentir mais falta.

No amor, acontece o mesmo. Os bons dias são, na verdade, aqueles nos quais podemos dizer: “que nada, continuo cheio (a) de prazer”. Sem dúvida, quem se diz entediado no amor, não conhece o vazio de estar sozinho. A quem confesse que se entedia o tempo todo no casamento. Mas se arrisque a perguntar: por que não muda?

Conviver com a difícil vida da casal é compreender que é preciso se renovar constantemente. Renovar as energias, os pensamentos e lembrar-se de que o cenário contrário pode ser ainda mais entediante.  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *