É o fim?

5 Sinais para saber se a relação chegou ao fim

 

Desistir de um grande amor, não é uma tarefa fácil. Mas, as vezes precisamos abrir mão de certas coisas para o nosso próprio bem.

Existem diversos casos de que a convivência se torna impossível e o relacionamento acaba indo parar por agua abaixo.

Lembre-se: nem tudo existe um: “final feliz para sempre”, portanto, tudo existe uma segunda chance e a oportunidade de recomeçar.

Mais difícil do que desistir um grande amor, é saber se a relação finalmente precisa chegar ao fim.

A falta de confiança e o ciúme:

Todo relacionamento deve ser construído na base da confiança. Se não existe confiança torna-se impossível continuar.

O ciúme, nem sempre é sinal de amor, as vezes é apenas um sintoma de “posse”.

Portanto avalie: o ciúme que sentem é falta de confiança em si mesmos ou falta de confiança no parceiro?

Só existem reclamações:

Se chegaram em um ponto onde nada é o suficiente, tudo está errado, tudo se torna um motivo de briga, só existem reclamações…

Talvez esse seja o momento de colocar um fim no relacionamento antes que as coisas piorem. A convivência é essencial entre vocês, se ela se torna impossível, certamente nada dará certo.

Não conseguem planejar um futuro juntos:

Se você olha para o seu futuro e não existe espaço para ele em seus planos mentais é porque o lugar dele é no passado.

Discussões frequentes:

Se as brigas se tornaram constantes, mesmo sem motivo para discutirem. Tudo se transforma em agressões verbais pode ser um grande indicio de que chegou um momento de colocar um ponto final no relacionamento.

Você se sente só:

Ele está ao teu lado, mas você se sente só, sem apoio, confiança ou ajuda, talvez não esteja em um relacionamento que dará certo no futuro.

O que tenho que fazer?

Antes de tomar qualquer decisão o diálogo é a melhor forma de tentar resolver, mas se isso não der certo, você pode testar os métodos listados no menu do nosso site. Quem sabe o curso Poderosa na cama possa te ajudar?

Se nada disso der certo, você já sabe o que fazer…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *